Pode votar, sem medo!

09/09/2019

Muito comum em nossa cidade por parte de políticos safados, anotar o número do título de eleitor de pessoas que trabalham no dia da eleição como cabo eleitoral (mesmo sendo crime fazer boca de urna), até mesmo de munícipes que recebem algum, por fora, para votar em fulano ou ciclano.
Como se sabe, o voto é secreto, portanto, não se admite a possibilidade de que o cidadão seja fiscalizado em sua orientação política, ao exercer a escolha dos representantes. 
O sigilo do voto é a base para a liberdade de escolha. Em hipótese alguma ninguém saberá em quem você eleitor votou, mesmo que houver alguma ameaça por parte do candidato, tipo “sei em quem você vai votar” ou “vou acompanhar seu voto no dia”, etc.
Esses candidatos estariam diante de uma forma para captação ilícita de votos e, consequentemente, para corrupção, ante a possibilidade de obterem comprovação do seu voto. Algo que não existe.

No momento em que está na cabine de votação, o eleitor exerce um ato formal que consolida a democracia, não sendo possível saber para onde está indo seu voto.
A violação do sigilo do voto é crime previsto no Código Eleitoral, que compromete a lisura das eleições.
A Justiça Eleitoral estará atenta para que o eleitor exerça sua cidadania sem ser coagido em sua vontade.
 

 

Please reload

O POVO TV

siga o Jornal O POVO
  • Facebook B&W
 POSTS recentes: 
Please reload

 procurar por TAGS: 
Please reload

Lilia Cristina da Silva Anastácio Edição de Jornais - ME. | Av. Santos Dumont, nº 1833 | Bairro Aeroporto | Barretos – SP | CEP 14783-115 | Tel: 17 3323.4960

© 2019 - Jornal O Povo Online - Todos os direitos reservados. Max Neves

  • Facebook B&W