Interior de São Paulo retoma contratações no acumulado do ano

04/09/2018

O Estado de São Paulo encerrou os sete primeiros meses do ano com 145.241 contratações, valor superior as 81.550 admissões registradas de janeiro a julho do ano anterior. O resultado mais expressivo veio do setor de Serviços com a abertura de 107.750 novos postos, diferente do cenário delicado do Comércio que cortou 29.533 vagas. 
É o que aponta o estudo Mercado de Trabalho do Ceper/Fundace, baseado nos indicadores do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), ferramenta do ministério do Trabalho que monitora o comportamento do mercado de trabalho formal em todo o país, e IBGE.
Ribeirão Preto gerou 2.824 empregos, entre janeiro e julho deste ano, alta significativa frente as 453 vagas criadas no mesmo período de 2017. O setor de Serviços foi o que mais contratou, com a abertura de 2.532 postos de trabalho, seguido da Construção Civil (334 novos postos).
Franca registrou 5.020 contratações nos sete primeiros meses do ano, volume inferior se comparada com as 5.567 admissões efetuadas em igual período de 2017. Destaque para Indústria e Serviços, que geraram 2.937 e 1.377 vagas respectivamente.
São José do Rio Preto também contratou, porém, menos do que no acumulado de 2017. Houve a abertura de 1.567 postos de trabalho entre janeiro e julho de 2018, queda de 367 vagas em relação ao mesmo período de 2017.  
Campinas registrou a abertura de 3.572 vagas de trabalho, reversão positiva frente às 151 demissões registradas em igual período do ano anterior. O setor de Serviços teve o maior volume de contratações (4.331 vagas). Por outro lado, Comércio foi o setor que mais demitiu (1.571 vagas).
Já na cidade de Sertãozinho, houve o fechamento de 479 vagas entre janeiro e julho deste ano, com a Construção Civil liderando o número de demissões. Serviços e Agropecuária foram os que mais contrataram no período (110 e 196 vagas líquidas).
“Embora os indicadores tenham apresentado melhora, a retomada do mercado de trabalho será lenta. Muitos empresários permanecem cautelosos em relação aos próximos meses e aguardam um cenário político e econômico mais claro para a tomada de decisão e o retorno dos investimentos”, avalia o pesquisador do Ceper, Sérgio Sakurai, que coordena o Boletim Mercado de Trabalho em conjunto com Francielly Almeida e Ingrid Nossack.
Região de Barretos
Das 19 cidades que integram a 13ª Região Administrativa de Barretos, 10 teve melhores resultados que Barretos, para a geração de emprego com carteira assinada no período.O Caged mostra que Barretos abriu entre janeiro e julho deste ano 29 vagas de emprego, com 6.331 contratações e 6.302 demissões.Guaíra lidera entre os municípios da região na geração de empregos, com a criação de 1790 empregos. Em seguida, aparece Vista Alegre do Alto, que abriu no mesmo período 1.294 novas vagas. O terceiro lugar fica com Olímpia, onde foram criados 775 novos postos.Os outros municípios com desempenho superior ao de Barretos são: Colina (173), Cajobi (39), Severínia (30), Pirangi (101), Viradouro (169), Guaraci (81) e Altair (32).Com desempenho inferior ao de Barretos aparecem Colômbia (-358), Jaborandi (+ 23), Embaúba (+6), Bebedouro (-230), Monte Azul Paulista (-382), Taiaçu (-16), Taiúva (+14) e Terra Roxa (+2).

Please reload

O POVO TV

siga o Jornal O POVO
  • Facebook B&W
 POSTS recentes: 
Please reload

 procurar por TAGS: 
Please reload

Lilia Cristina da Silva Anastácio Edição de Jornais - ME. | Av. Santos Dumont, nº 1833 | Bairro Aeroporto | Barretos – SP | CEP 14783-115 | Tel: 17 3323.4960

© 2019 - Jornal O Povo Online - Todos os direitos reservados. Max Neves

  • Facebook B&W