Cultura

Turma do Peãozinho será produzida em Barretos no formato de série para a web com recursos da Lei Aldir Blanc



(Ilustração: Úrsula Araújo)

Depois de 11 anos, a Turma do Peãozinho, série que retrata a cultura caipira e sertaneja da cidade de Barretos e o Folclore Brasileiro, será produzida novamente mas, desta vez, no formato para a web em 20 episódios de cerca de 10 minutos.
O retorno será possível após o jornalista, empresário, criador e roteirista, Milton Figueiredo, ser um dos três selecionados com projetos de atividades artísticas e culturais por meio da Lei Aldir Blanc que possam ser transmitidos pela internet ou disponibilizados por meio de redes sociais e outras plataformas digitais, ou que possam ser executados em ambiente controlado ou pós-pandemia do novo coronavírus em atendimento ao artigo 2º, Inciso III, da lei de emergência cultural - lei federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, e do artigo 9º do decreto federal 10.464 de 17 de agosto de 2020, que dispõem sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública.
A nova temporada da Turma do Peãozinho contará a história do menino Tavinho, de 7 anos. Ele tem o apelido de Peãozinho por viver competindo em Rodeios de Carneiros. Depois de ele se aventurar na mata assombrada no meio de sacizinhos, com seu bicho de estimação, o esperto e inteligente pintinho Cocó, terá que salvar sua irmãzinha Dri que fora sequestrada pelo atrapalhado Lobi, um lobisomem que vive na parte assombrada da mata nos fundos do rancho onde vive com a família. Para libertar a pequena, Lobi exige que Peãozinho lhe traga um fio de cabelo da sereia Iara.
Os episódios terão livre adaptação da obra “O Saci”, de Monteiro Lobato, que está em domínio público desde janeiro de 2019.
Por meio de sua agência, Milton Figueiredo irá contratar 10 artistas que se encaixem nos perfis dos personagens Peãozinho, Cocó, Vô Bertino, Vartim / Super Cowboy, Dri, Saci, Hugo, Lobi, Iara e o Espantalho.
A seleção para integrar o elenco já está aberta. Os interessados em conhecer cada perfil para se candidatar a participar da série devem acessar a página do Facebook (Turma do Peãozinho), e perfil do Instagram (turmadopeaozinho) e em seguida gravar um vídeo se apresentando (dizendo nome, idade, altura, se tem ou não experiência com atuação, seja teatro ou audiovisual e o personagem que gostaria de interpretar). Os vídeos deverão ser enviados via WhatsApp, para o número disponibilizado em cada perfil postado.
Os pré-selecionados receberão um texto para estudar e decorar e terão agendado um dia para fazerem o teste presencial de vídeo, que respeitará todas as recomendações de prevenção ao Covid-19.
Os selecionados serão convocados para um workshop que tratará, inclusive, sobre cachê e datas de ensaios e gravações.
O roteiro será assinado por Milton Figueiredo e terá direção de Cláudia Ávila, que também dirigiu a primeira temporada da Turma do Peãozinho, o primeiro programa de teledramaturgia e infantil da TV local de Barretos. A estreia está programada para o início de março, com os episódios postados nas redes sociais sempre às terças-feiras.
O projeto contempla ainda o fomento da cultura caipira e sertaneja, e do Folclore Brasileiro nas redes sociais, e para isso, além de contar com imagens e vídeos produzidos com o elenco, retratando inclusive Datas Comemorativas, contará com ilustrações da artista Ursula Araújo.
O projeto, via Lei Aldir Blanc, será supervisionado pela prefeitura de Barretos, por meio da Secretaria de Cultura. (Ilustração: Úrsula Araújo)


Mais sobre Cultura