Economia

SP registra terceira quebra seguida de recorde histórico na abertura de empresas



 Governador João Doria anunciou, nesta quinta-feira (5), mais um novo recorde histórico de abertura de empresas no estado de São Paulo. Segundo dados da Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e responsável pelos registros mercantis no estado, o apurado no mês de outubro foi de 24.734 novos cadastros de pessoas jurídicas, somando-se os números dos 645 municípios. O recorde é apontado, considerando o número de constituições desde 1998 quando foram iniciados os levantamentos pela JUCESP.

"Esta é a terceira quebra seguida de recorde histórico de abertura de novas empresas em São Paulo, o que demonstra que a economia do estado está se recuperando", comemorou Doria. "Evidentemente temos que destacar as notícias tristes da pandemia, mas não podemos deixar de destacar as boas notícias da recuperação econômica do estado e este é um dado concreto e efetivo", completou.

No ano, é a sexta alta consecutiva de empresas abertas desde abril, período em que foi perceptível a desaceleração devido aos impactos econômicos sofridos pela pandemia do coronavírus. O registro mais recente supera o mês de setembro, quando foram realizadas 23.205 novas constituições empresariais, número que já havia sido o maior em 22 anos.

"Mais uma vez reforço que os números mostram o aumento da confiança dos nossos empreendedores, a resiliência e as iniciativas de estímulo à retomada econômica como a inédita isenção de tarifa de abertura de empresas implementada pela JUCESP. Este resultado mostra que estamos no caminho certo para a retomada econômica do estado de São Paulo", destacou Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

Segundo dados da JUCESP, em outubro também foi constatado o maior saldo líquido de empresas abertas no ano: 14.002. Este número é 4,68% maior que em setembro (13.346) e 17,06% superior a agosto (11.614), meses onde houve quebra de recorde da série histórica. Um aumento no saldo superior em 75% em relação a outubro de 2019, quando se registrou a abertura de 8.021 empresas.

Dispensa de tarifa para abertura de novas empresas
Como ferramenta para retomar o desenvolvimento econômico no estado em meio à pandemia do coronavírus, a JUCESP dispensou o pagamento da tarifa para abertura de novas empresas. A medida fez parte do plano de retomada econômica para impulsionar ainda mais o empreendedorismo e estimular a economia, atenuando os impactos na geração de emprego e renda.

A medida vigorou entre 25 de agosto e 23 de outubro contemplando todos os tipos jurídicos de empresas. Neste período, foram registrados 48.879 novos negócios ante 42.124 apontados no mesmo período em 2019. Somente no mês de outubro deste ano, houve a abertura de 24.734 novas empresas, 30% a mais que o mesmo mês de 2019, quando foram abertas 18.953 empresas.


Mais sobre Economia