Educação

Retorno das aulas presenciais em Barretos deverá ser somente em 2021



Decreto assinado pelo prefeito Guilherme Ávila define que as aulas e atividades letivas presenciais em escolas municipais, estaduais, rede privada e ensino superior continuam suspensas até o final deste ano.

Segundo o decreto, a suspensão poderá ser revista conforme a evolução da pandemia do Covid-19 no município.

“A suspensão poderá ser revista depois de transcorridos, no mínimo, 30 dias, caso a situação epidemiológica evolua favoravelmente, acompanhando a taxa de ocupação de leitos e índices de contaminação, com segurança a alunos, pais e funcionários da educação”, aponta o decreto do prefeito, publicado nesta sexta-feira (18).

ESTADO

Na manhã desta sexta (18), o governo de São Paulo havia anunciado a liberação da volta às aulas presenciais do ensino fundamental da rede estadual a partir de 3 de novembro.

Também, de acordo com o governador João Dória, as aulas do Ensino médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) seguiam liberadas a partir de 7 de outubro; porém, a adesão dependeria de permissão das prefeituras e da apresentação de um plano de retomada por parte da unidade.


Mais sobre Educação