Saúde

O colapso do sistema de saúde em Barretos



Barretos atingiu nesta sexta-feira (5), o ponto máximo de atendimento de saúde para tratamento de Covid-19. Praticamente 100% dos leitos de UTI e enfermaria estavam ocupados no início da tarde, poucas horas antes de ser iniciada a fase vermelha em todo o estado pelos próximos 14 dias.
No Hospital Nossa Senhora a taxa de ocupação dos leitos de UTI estava em 98,7% com 51 pacientes internados. A enfermaria da Santa Casa estava com 100% de ocupação, com 16 pacientes internados, enquanto no Hospital São Jorge a ocupação de UTI estava em 100% com 7 pacientes internados e de enfermaria em 16,6%.
De acordo com o boletim da secretaria municipal de Saúde, o município tinha registrado até nesta sexta-feira, 5 de março, 56.140 notificações de suspeitas de Covid-19, com 9.048 casos confirmados, 8.559 curados, 1.851 casos ainda em investigação e 201 óbitos.
A SOBRECARGA
As internações para tratamento de Covid-19 nas três unidades de saúde de Barretos chegam a beira do colapso pela ocupação de leitos de contaminados vindos de outros municípios atendidos pela Regional de Saúde 5.
Além destes, os hospitais continuam recebendo pacientes de municípios fora da regional, atendendo a central de regulação de internações feitas pelo SUS. É o caso de pacientes transferidos do município de Araraquara, para serem atendidos na UTI do Hospital Nossa Senhora.
Até mesmo municípios pertencentes à Regional de Saúde 5, com condições de abrigarem pacientes de enfermaria, preferem fazer a transferência para a Santa Casa de Barretos, superlotando a unidade que fica indisponível para paciente local.
Dos 79 pacientes internados em Barretos (UTIs e enfermarias), conforme boletim desta sexta (5), 43 era de Barretos e 36 vindos de outros municípios.


Mais sobre Saúde