Geral

Irmã Bernadete é eleita presidente do CMDCA de Barretos



Na manhã de quarta-feira, 26 de agosto, Respeitando todas as normas de segurança por conta da pandemia do novo coronavírus, a irmã Maria Bernadete Meneghello, da Congregação das Irmãs Franciscanas da Penitência, foi eleita a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Barretos.

Segundo e religiosa, no dia 15 de julho aconteceu uma eleição online com a participação das 23 entidades que trabalham com crianças e adolescentes e o Educandário Sagrados Corações, da qual é presidente, foi o mais votado, garantindo uma vaga no conselho. Foi preciso, então, indicar duas pessoas, uma como titular e outra como suplente.

Após a posse dos membros do Conselho Paritário, sendo seis da sociedade civil e seis do Poder Público, foi realizada uma eleição e a irmã Bernadete foi eleita a presidente. O atual mandato do CMDCA deveria ser presidido por um representante da sociedade civil, já que o anterior era presidido por um representante do Poder Público. De dois em dois anos são eleitos membros da sociedade civil de entidades cadastradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A religiosa está em Barretos desde março de 2012, vindo a assumir a presidência do Educandário. Está há 38 anos na Congregação tendo já trabalhado em diversas comunidades como no Paraná, São Paulo e Alemanha, onde fez parte do Conselho Geral. Foi também provincial por nove anos, vindo depois servir a comunidade barretense.

O CMDCA é o órgão que busca concretizar no município o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e garantir que as políticas públicas na área da criança e do adolescente sejam cumpridas. O Conselho ainda acompanha o trabalho das entidades a fim de que sejam bem executados, e também garantir que todos os direitos e os deveres das crianças e dos adolescentes sejam cumpridos.

Irmã Bernadete ainda explicou que o CMDCA organiza o processo de eleição do Conselho Tutelar, bem como acompanha o seu trabalho, e gerencia também o Fundicad (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) que recebe recursos do imposto de renda e anualmente, por meio de projetos, destina os recursos para as entidades.

“Graças a Deus, em Barretos, temos entidades muito sérias e comprometidas que fazem lindos trabalhos neste campo cuidando das nossas crianças, bem como promovendo a vida delas e dos nossos adolescentes”, disse a religiosa que enfatizou que o CMDCA cuida, defende e protege a vida das crianças e dos adolescentes de Barretos.


Mais sobre Geral