Política

Dois milhões de doses da CoronaVac chegam a São Paulo



    Dois milhões de doses da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus, desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegaram na manhã desta sexta-feira (18) ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.
    A aplicação da vacina, no entanto, depende do aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O imunizante está atualmente em fase 3 de testes, a última antes do pedido de registro junto a autoridades regulatórias, no Brasil. Espera-se para a próxima semana a divulgação dos resultados de eficácia.
    O carregamento é o terceiro que chega da China com doses prontas ou insumos para a produção local da CoronaVac pelo Butantan. No total, o estado tem atualmente 3,12 milhões de doses a serem disponibilizadas da vacina.
    O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), esteve no aeroporto acompanhado do diretor do Butantan, Dimas Covas, e do secretário estadual de Saúde, Jean Gorintcheyn, para receber a carga.
    O governo paulista já afirmou que entrará na semana que vem com um pedido de liberação de forma simultânea na Anvisa e na agência sanitária chinesa. Com isso, o governo do Estado pretende ter uma autorização para começar a vacinação no início do ano.


Mais sobre Política