Brasil

DIA NACIONAL DOS ANIMAIS



Em nosso calendário anual, existem diversas datas estipuladas para celebrarmos a interação com os animais e demonstrar o quanto ela é positiva, tanto para o pet quanto para os seres humanos. Por isso, no Brasil, 14 de março é dedicado ao Dia Nacional dos Animais.
Não é novidade, principalmente para aqueles que já são tutores de pets, que os animais de estimação deixam a vida mais feliz, além de serem sempre uma fonte de carinho e conforto. Estudos realizados pelo Centro de Nutrição e Bem-estar Animal WALTHAM™, da Mars Petcare, apontam que a socialização com gatos e cães diminui os níveis de estresse e aumenta a produção de hormônios que trazem a sensação de felicidade nos seres humanos.
Para celebrar esta data tão especial, a Mars Petcare separou 5 fatos sobre os pets e os benefícios de se conviver com eles. Confira.
• Seu pet pode te ajudar a viver mais
Estudos indicam a associação entre ser tutor de um pet e uma vida mais longa. De acordo com WALTHAM™, ser tutor de um pet traz benefícios para diversos aspectos da vida, incluindo a saúde física, mental e social, já que eles estimulam a prática de exercícios físicos e ajudam a combater o isolamento social.
Não é possível afirmar ainda que adotar um pet, por exemplo, reduz a mortalidade, mas estudos já comprovam que existe uma "vantagem" na qualidade de vida e saúde entre aqueles que são tutores e aqueles que não são.
• Os pets ajudam na nossa saúde mental
A grande maioria dos tutores de gatos e cães atestam que conviver diariamente com seu pet tem impacto positivo em sua saúde mental. Não é à toa que são conhecidos como "melhores amigos do homem". Eles são responsáveis por promover sensações de segurança e bem-estar, além de ajudar a lidar melhor com o estresse, a ansiedade e a depressão.
• Pets são excelentes companhias para realizar exercícios físicos
Os pets, mais especificamente os cães, podem ser excelentes incentivadores para que o tutor estabeleça uma rotina de exercícios físicos. A prática mostra-se benéfica para ambos, como relatam uma série de estudos sobre as interações entre humanos e animais, uma vez que caminhadas e corridas com cães trazem efeitos positivos para a saúde física dos tutores e de seus animais.
Só é importante lembrar que antes de levar seu cão para praticar exercícios é importante consultar o médico veterinário para averiguar se ele está saudável e pronto para acompanhá-lo.
• Seu pet também tem necessidades emocionais
A saúde mental dos pets também deve ser motivo de atenção para os tutores, principalmente em períodos como esses em que vivemos. As questões emocionais podem determinar o bem-estar de um animal de estimação e o tutor deve ficar atento caso existam momentos em que o pet apresente algum comportamento mais estressado ou angustiado.
• Pets são companheiros, mas exigem compromisso
Observando todas as vantagens de se conviver com um pet, é fácil imaginar que muitas pessoas adorariam ser tutores de um gatinho ou cãozinho, principalmente em um momento de quarentena. Entretanto, é importante recordar que a decisão de ter um pet não pode ser precipitada e a guarda deve ser responsável.
O tutor e/ou futuro tutor deve se informar sobre todos os pontos de atenção e compreender se pode arcar com as obrigações de tempo, disponibilidade na rotina, financeira, entre outras. Assim, é possível evitar as devoluções aos abrigos ou até mesmo o abandono de animais.


Mais sobre Brasil