Coronavírus

Desenvolvimento Regional comunica evolução positiva nos indicadores recentes da pandemia em SP



Na entrevista coletiva de hoje (05), no Palácio dos Bandeirantes, integrantes do Governo do Estado e membros do Comitê de Contingência do coronavírus anunciaram evolução nos indicadores relacionados à pandemia de Covid-19. O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, chamou a atenção para a evolução na ocupação média de leitos de UTI. 

“Na sexta-feira passada (31), tínhamos 66% de ocupação média dos leitos de UTI no estado de São Paulo. Na segunda-feira (03) avançamos para 62% e hoje atingimos 60,2%. Essa queda vem acontecendo de maneira significativa e a letalidade vem também melhorando. Ela é de  4,1% hoje, ante 4,2% no dia 3”, afirmou Vinholi. 

Esta evolução positiva vem se dando ao longo de dias e semanas, mas é, advertiu Vinholi, “ainda um momento de cautela e de união de esforços para que possamos prosseguir com essa melhoria nos índices”.  

Ainda na coletiva de imprensa de hoje, o governador João Doria anunciou que cinco centros de pesquisa em todo o Brasil iniciam testes da vacina CoronaVac em voluntários. Até sábado (8), centros em Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), São José do Rio Preto (SP) e Porto Alegre (RS) começam os testagens da nova vacina contra o coronavírus. 

No total, são até aqui 12 núcleos científicos selecionadas para a terceira e última fase de ensaios clínicos, que devem ser concluídos entre o final de outubro e o início de novembro. O imunizante é desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa SinovacLife Science. 

“Mais cinco centros de pesquisa iniciam testes da vacina CoronaVac. Chegamos, assim, a 10 centros e em breve serão 12 no total. A testagem, coordenada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, deve ser concluída até novembro com cerca de 9 mil voluntários”, destacou o Governador João Doria. 

O secretário Vinholi também anunciou na coletiva de imprensa a distribuição de mais 101 novos respiradores para todo o interior do estado. Foram beneficiadas 13 regiões: Araçatuba, Baixada Santista, Bauru, Franca, Piracicaba, Presidente Prudente, Marília, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, Sorocaba, Taubaté e Grande São Paulo.  

“Chegamos a um total de 3477 respiradores já distribuídos, número bastante significativo, que eleva a capacidade hospitalar de São Paulo a ótimos níveis, para atender a toda a população de nosso estado”, comemorou o secretário de Desenvolvimento Regional. 

Já no dia de hoje, as vacinas começam a ser aplicadas em profissionais da saúde na Universidade de Brasília (UnB) e, amanhã (06), no Hospital das Clínicas na Unicamp, em Campinas (SP). Na sexta-feira (07), as ações serão iniciadas no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP). No sábado (08), será vez do Hospital São Lucas da PUC do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. 

O cronograma para início da aplicação das vacinas no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista, e no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, serão anunciados em breve.  

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) foi o primeiro a aplicar a CoronaVac, no dia 21 de julho. Na semana passada, entre quinta (30) e sexta-feira (31), os testes começaram no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP), Universidade Municipal de São Caetano do Sul e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). 


Mais sobre Coronavírus